ERGUE-TE Ó SOL – STREAMING

Para quem não teve oportunidade de assistir ao espetáculo Ergue-te Ó Sol, a mais recente co-produção entre o Teatro Ibérico e a Companhia João Garcia Miguel, que contou com o apoio da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica e da Câmara Municipal de Almada, temos uma boa surpresa!

No dia 15 de agosto, pelas 21:00, iremos transmitir o streaming do espetáculo que decorreu na Mata dos Medos, com uma versão em Português e outra em Inglês.

Podem adquirir o vosso bilhete em https://livestage.ticketline.pt/show/ergue-te-o-sol-pt (versão PT) e https://livestage.ticketline.pt/show/ergue-te-o-sol-en (versão ING).

SOBRE O ESPETÁCULO | ABOUT THE SHOW

M/12

SINOPSE:
O projecto Filho de Nenhures de onde emana a peça ERGUE-TE Ó SOL — é uma iniciativa bianual da Companhia João Garcia Miguel e do Teatro Ibérico com o objectivo de dar voz e corpo a actores emergentes, os valores artísticos do futuro e que aqui desafiamos a se juntarem connosco para com eles aprender caminhos. Com eles abrimos vontades ao meio e colocamo-nos entre a consciência e o inconsciente, o supercivilizado e o selvagem, o masculino e o feminino, a noite e o dia, a lua e o sol ou ainda entre a música do corpo e o silêncio. Empurrados por um texto e uma música renascemos com este projecto. O texto é ANDAR A PÉ de Henry David Thoreau e a música de onde retirámos o título é o CORO DA PRIMAVERA de José Afonso.
Julho de 2021
João Garcia Miguel

/////

SYNOPSIS:
FILHO DE NENHURES – from which the play ERGUE-TE Ó SOL originated – is a biannual project from COMPANHIA JOÃO GARCIA and TEATRO IBÉRICO to give voice and body to emerging actors as well as pass on the artistic values of the future. With this play, we invite you to join them as they discover where new paths can lead. By following these men and women, we place ourselves between conscious and unconsciousness; the over-civilized and the wilderness; the masculine and the feminine; the night and day; the moon and the sun; and between the body’s music and the silence.
Propelled by a text and a song, we emerge reborn from this project. The text is ‘Walking’ by Henry David Thoreau and the song which inspired the play’s name is ‘Coro da Primavera’ by José Afonso.
July 2021
João Garcia Miguel